Azevedo, persona non grata?

Por Eric SouzaEric

No plano regional, a imagem que está correndo a Internet, as redes sociais e os maiores sites de notícias da região é a do prefeito da capital baiana, ACM Neto, de costas para o ex-prefeito de Itabuna e candidato a deputado estadual, Capitão Azevedo, ambos filiados ao DEM. As lideranças políticas estiveram reunidas nesta quinta-feira (18) em caminhada que contou com a presença do candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves.

No Sul da Bahia, Azevedo já foi uma das principais lideranças políticas da região, quando esteve comandando o Centro Administrativo Firmino Alves. Atualmente, tendo tido suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e pela Câmara de Vereadores, sua candidatura está em análise pela Justiça Eleitoral, podendo ser ele enquadrado na “Lei da Ficha Limpa”.

Em verdade, a candidatura de Azevedo está se construindo com bastante dificuldade, e isso não se atribui somente aos imbróglios jurídicos. Dentro do partido, no diretório local, comandado pela articuladora política Maria Alice, o consenso foi o de que esta candidatura não deveria ter sido viabilizada. Azevedo esperneou, gritou e acabou por conseguir convencer o diretório estadual. Algumas notícias chegaram a dar conta de que a “ordem” para a liberação do registro de Azevedo teria partido do próprio ACM Neto, com quem Azevedo teria se encontrado alguns dias antes de findar o prazo para os registros.

Ao contrário do que se noticiou, contudo, a aproximação de Azevedo com ACM Neto não é tão latente como foi relatado pelo amigos próximos do ex-prefeito de Itabuna. Para além de tudo isso, os resultados da caminhada de Aécio Neves e companhia, no centro de Itabuna, demonstrou que efetivamente, não será fácil lograr êxito numa eleição com um candidato a presidente pontuando em terceiro lugar, com um prefeito de capital praticamente querendo “descolar” sua imagem da de antigos aliados e o pior: tendo tido um número inexpressivo de participantes naquele que deveria ser o maior evento político da campanha, no plano local.

Comentários

Mais notícias

Pesquisas e realidade

Por Agenor Gasparetto Na primeira eleição de Wagner, há oito anos, o IBOPE dava vitória de Paulo Souto no Sábado à noite, véspera do dia da eleição. No dia seguinte, vitória de Jacques Wagner ainda no Primeiro Turno. Neste último … Continua

Não precisamos de uma marionete!

Por Antonio Nunes de Souza* Em nenhuma hipótese minha intenção é de desmoralizar denegrindo a candidata Marina, pois, sabemos todos, que ela tem boas intenções, deixa transparecer uma imagem de pureza, muitas vezes até de inocência, achando que, governar e … Continua

A morte de Eduardo Campos e a nossa vida

Desta vez, não se escreverá sobre o trágico acidente de avião que no dia 13/08/2014 vitimou o candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, e mais seis outras pessoas, fazendo um enfoque político desta ocorrência. Absolutamente, não. A este respeito … Continua

Mais Notícias