Duas baianas concorrem ao posto de Globeleza 2014

globeleza-321x320

As baianas,  Nara Carvalho e Kamylla Ferraz, concorrem com outras oito finalistas o título de Globeleza 2014.  Elas foram selecionadas em todo o Brasil pelos olheiros do Fantástico para o telespectador escolha qual será a musa do carnaval. Quatro mil mulheres mandaram inscrições.

Nara Carvalho tem 26 anos, é natural de Salvador. Ela é estudante e diz que gostaria de ser a Globeleza porque acha o  nú artístico perfeito.

Kamylla Ferraz tem 22 anos, é natural de Salvador. Ela trabalha como recepcionista e faz trabalhos de dança.

Comentários

Mais notícias

Festival de Morro de São Paulo já tem data confirmada

festival_morro2

A primavera chegará com sons e cores em Morro de São Paulo. Esta é a proposta do Festival de Morro, que este ano terá novo nome e muitas novidades. A primeira grande mudança é a data. A festa passa a acontecer no feriado prolongado de Finados, de 31 de outubro a 1 de novembro.

O evento volta a ter dois palcos, o Vila, que vai funcionar à tarde e o palco principal, na Segunda Praia, com shows à noite. A grade com a programação completa será divulgada nos próximos dias.

O Festival já faz parte do calendário cultural da Bahia e reúne conceituados shows de MPB. A festa que entra na 6ª edição aconteceu pela primeira vez em 2010. Passaram pelos palcos do Festival nomes como Cidade Negra, Carlinhos Brown, Nando Reis, Maria Gadu, Vanessa da Mata, Capital Inicial, Lenine, Jorge Vercillo, entre outros.

O Morro de São Paulo é um dos principais destinos turísticos da Bahia. A ilha fica no arquipélago de Tinharé. Só no festival são aproximadamente 4 mil pessoas hospedadas e cerca de 15 mil pessoas por noite, em cada show.  Os turistas que planejam curtir o evento devem se programar,e desde já reservar uma das diversas pousadas existentes na ilha.


Governo da Bahia lança edital de apoio cultural em espaços públicos

1441121021IMG_20150901_121339

Pessoas físicas e jurídicas de toda a Bahia vão ter até o dia 30 de setembro para inscrever projetos de qualquer segmento cultural para concorrer ao edital de dinamização em espaços culturais, lançado na manhã desta terça-feira (1º) pelo governador Rui Costa, em evento realizado no Palácio Rio Branco, em Salvador.
Por meio do Agitação Cultural, o Governo do Estado vai investir R$ 15 milhões em projetos que devem ser realizados em espaços públicos convencionais – como teatro, arquivo público ou biblioteca – e anticonvencionais do território baiano, a exemplo de uma praça com pouca movimentação. No mínimo, 100 projetos devem ser contemplados, visto que o teto de apoio por proposta é de R$ 150 mil – verba que estará disponível de forma integral assim que a ideia for selecionada.
O recurso é proveniente do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), mecanismo de fomento gerido pelas secretarias estaduais da Cultura (Secult) e da Fazenda (Sefaz). Cada projeto selecionado deve ser realizado de janeiro a julho de 2016, período em que o calendário baiano engloba grandes eventos na capital e no interior, a exemplo do Carnaval.
“A Bahia é rica em diversidade cultural. É referência no país inteiro. Nós temos que dar espaço às artes e culturas, para sermos visitados mais e mais, e gerar empregos através da arte e da cultura. Elas são alimento da alma e vetor de desenvolvimento econômico”, ressalta o governador. As inscrições podem ser feitas a partir desta quarta-feira (2), por meio do site da Secretaria de Cultura e pelo Sistema de Informações e Indicadores em Cultura (SIIC).

Casa das Artes: o caminho da transformação

 Coordenadores e oficineiros da Casa das Artes

Foi realizado na última segunda-feira (26) na extensão Casa das Artes – Unidade Vila das Dores, pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), um encontro coletivo com todos os oficineiros do projeto, integrantes do Programa de Arte e Cultura em Áreas de Interesse Social (PACAIS). O evento teve como convidado o professor e coordenador de Integração Comunitária da Universidade Estadual de Santa Cruz – (UESC), Samuel Matos, Mestre em Cultura e Turismo, que falou sobre a importância de cada individuo na formação de cidadãos através da arte.

 

De acordo com a coordenadora pedagógica Denise Sousa Tavares, o objetivo do encontro foi tratar de ações desenvolvidas pelo PACAIS, além de ser um momento de formação e incentivo para aqueles que exercem um papel essencial na formação de pessoas, atuando em diversos pontos da cidade.

 

Na oportunidade, o presidente da FICC, o professor Roberto José da Silva, disse que a arte e a cultura são fundamentais na mudança de comportamento do homem. “Existe uma dificuldade das pessoas em aceitar a mudança, mas além da mudança estética é preciso a mudança ética”, explicou Roberto. 

 

O professor Samuel Mattos, palestrante convidado, disse que trabalhar no campo da arte traz grandes benefícios para o cidadão: “A arte lida com vários temas e linguagens artísticas, gerando um crescimento sobre a importância da vida. A FICC vem desenvolvendo um trabalho importante em Itabuna, que é investir na formação de pessoas através da arte. Tenho certeza que a partir desse projeto, surgirão grandes artistas, grandes produtores culturais que futuramente irão organizar arte e cultura profissionalmente”, disse.

 

Para Zenon Moreira, oficineiro, “encontros de formação como esses fortalecem ainda mais o conceito de  equipe, onde todos trabalham com a mesma finalidade, que é a construção do cidadão”, acrescentou Zenon.

 

A Casa das Artes oferece cursos de Música, Dança de Salão, Ballet, Teatro, Percussão, Violino, Violão, Teclado, Bateria, Capoeira, Desenho & Pintura, Futebol, entre outros. As informações completas podem ser obtidas na sede da FICC, localizada na Praça Laura Conceição, 339 – Centro ou através do telefone 3613 4915. Todos os cursos, frisa-se, são gratuitos.

 

Mais Notícias