Bolsonaro nega que esposa pediu retirada de obras católicas do Palácio da Alvorada

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) negou na manhã desta terça-feira (18) que sua esposa, a primeira-dama Michelle Bolsonaro, tenha ordenado a retirada de obras sacras do Palácio da Alvorada, em Brasília, residência oficial do presidente da República.

Em suas redes sociais Bolsonaro explicou que, de fato, Michelle é evangélica, mas ele é católico. A notícia, desmentida pelo presidente.

“Fui surpreendido com a notícia que minha esposa retiraria imagens católicas da futura residência oficial devido sua religião. Ela evangélica e eu católico, ambos temos objetos que lembram nossa fé em nossa casa! Não por acaso, criam narrativas para nos desgastar a todo custo!”, disparou Bolsonaro.

 

Comentários

Mais notícias

TCM aprova contas de Fernando Gomes

Nesta terça-feira o pleno do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) julgou as contas da prefeitura de Itabuna. Os conselheiros decidiram aprovar as contas, reformando a decisão. As contas são referentes ao ano de 2017, primeiro ano da gestão de … Continua

Mais Notícias