Escola pública de trânsito será autorizada nesta terça

EMTRAN DE ITABUNA
Foto: Divulgação

O pedido de autorização para a escola pública de trânsito de Itabuna será atendido, conforme informou secretário da Casa Civil da Bahia, Rui Costa.

De acordo com o secretário, é provável que a autorização para o funcionamento da escola seja atendido na próxima terça-feira 05/11, quando o governador Jaques Wagner estará em Itabuna.

O objetivo do projeto é atender às pessoas mais carentes que atualmente não tem condições de tirar a primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A escola funcionará no anexo da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settran), localizado no antigo aeroporto, no bairro Lomanto. As aulas teóricas, práticas e a realização dos exames clínicos e psicológicos serão gratuitos. Apenas o laudo não será disponibilizado gratuitamente.

A autorização da autoescola gratuita é uma solicitação da deputada Ângela Souza, do secretário do Transporte e Trânsito (Settran), Clodovil Soares e do prefeito Claudevane Leite.

Comentários

Mais notícias

PSDB quer auditoria para resultado das eleições

RTEmagicC_AecioNevesSerio_03.jpgO PSDB protocolou nesta quinta-feira (30) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedido de auditoria especial para verificar o resultado das eleições presidenciais deste ano. O candidato do partido Aécio Neves perdeu a disputa para a petista Dilma Rousseff por uma diferença de 3,28 pontos percentuais. Na petição, assinada pelo coordenador jurídico do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP), o partido justifica que há “uma somatória de denúncias e desconfianças por parte da população brasileira” motivada pela decisão do tribunal de só divulgar o resultado da eleição presidencial após a votação no Estado do Acre. “O aguardo do encerramento da votação no Estado do Acre, com uma diferença de três horas para os Estados que acompanham o horário de Brasília, enquanto já se procedia a apuração nas demais unidades da federação, com a revelação, às 20h00 do dia 26 de outubro, de um resultado já definido e com pequena margem de diferença são elementos que acabaram por fomentar, ainda mais, as desconfianças que imperam no seio da sociedade brasileira”. O partido pede ao TSE a abertura de processo de auditoria nos sistemas de votação e de totalização dos votos, por uma comissão de especialistas formada a partir de representantes indicados pelos partidos políticos. “É justamente com o objetivo de não permitir que a credibilidade do processo eleitoral seja colocada em dúvida pelo cidadão brasileiro que nos dirigimos neste momento à presença de Vossas Excelências”, alega. O TSE ainda não se manifestou a respeito.

fonte: Bahia Notícias

Com histórico de militância, Bebeto irá apoiar reforma política na Câmara

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.lE1T2oAx6SAdalberto Souza Galvão é militante “sempre da esquerda” no sul da Bahia há mais de 30 anos, mas talvez as pessoas não o conheçam pelo nome de batismo. Bebeto foi o deputado federal que teve mais votos na região, com 96.134 votos em toda a Bahia, graças ao seu histórico de luta sindical, que teve início em Ilhéus. “Eu iniciei a militância na década de 70, no movimento estudantil de Ilhéus. Fiz parte do PCdoB, que era clandestino na época, e também integrei o processo de construção da democracia brasileira durante a década de 80”, conta o parlamentar, que foi um dos líderes dos sindicatos dos trabalhadores das indústrias de cacau do município. Enquanto era um dos responsáveis pelas primeiras greves dos trabalhadores da região, Bebeto se graduava no curso de História da Universidade Estadual de Santo Cruz (Uesc). “Na época havia a necessidade de um sindicato de contestação contra o arrocho salarial”, lembra o parlamentar. Em 1992, Bebeto foi o vereador mais jovem a ser eleito vereador em Ilhéus, ainda pelo PCdoB, e participou da base do governo local até 1998. “Saí do governo por não concordar com a adesão do prefeito ao carlismo [à época, o extinto PFL detinha o governo do estado e da capital da Bahia, além das três cadeiras no Senado Federal] e voltei ao movimento sindical”, diz Bebeto, que deixou o PCdoB em 2000 para assumir a tarefa de administrar a força sindical. “Faço parte da executiva nacional da Central Sindical”, comentou o também presidente licenciado do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada (Sintepav).

380x275xbbe.jpg.pagespeed.ic.cynFAKWSsE
foto: Blog do Gusmão

 

Em 2004, filiou-se ao PSB e desde então trabalhou para fortalecer a sigla e eleger prefeitos do partido no estado, que culminou na eleição deste ano. Bebeto acredita que um histórico tão grande dentro da política no sul da Bahia será um ponto positivo em seu mandato na Câmara dos Deputados. “Penso que a maturidade de quem passou momentos importantes da vida baiana e da nacional e já teve a experiência eleitoral é importante. Poderei refletir temas importantes, assentado na racionalidade e não na emoção, para discutir o que pode ajudar a Bahia. Como homem em uma luta constante que busca conquistas para os trabalhadores, terei a tranquilidade no parlamento para ajudar a construir movimentos progressivos”, analisa o deputado. De acordo com ele, um dos temas que o pautarão em Brasília será a reforma política. “Não seguiremos mais nesse sistema. Ao defender essa reforma, defenderei o fim da reeleição e a votação distrital mista”, exemplificou o socialista, que também busca trabalhar na agenda da classe trabalhadora, como o fator previdenciário. Bebeto também refletiu sobre o momento atual do próprio PSB, que “rachou” durante as eleições. “No primeiro turno tivemos um debate enorme e a partir dele pudemos lançar uma unidade para a candidatura de Eduardo campos, mas a sua morte e a escolha de Marina Silva levou a uma ruptura do partido. No segundo turno, o caminho nacional foi de apoiar Aécio Neves (PSDB), mas os estados apoiar quem julgasse oportuno pelas próprias construções políticas e o histórico”, afirmou Bebeto, que ao lado da senadora Lídice da Mata, foi um dos principais articuladores para o apoio à presidente reeleita Dilma Rousseff (PT), “pelo histórico de luta da Bahia e uma definição política ideológica”. Por conta disso, ele ainda não deixa claro se fará oposição ao governo na Câmara. “Não há uma decisão do partido sobre qual será o caminho. Óbvio que como um homem de partido, tenho que aguardar a decisão”, afirmou Bebeto.

fonte: Bahia Notícias

Campanha de Aécio utilizou pesquisa com dados enganosos, confirma Instituto de pesquisa

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.Z83v6l7DZa

O Instituto Veritá confirmou ao jornal Folha de S. Paulo que uma pesquisa de intenção de votos feita pela entidade foi divulgada pela propaganda do candidato derrotado Aécio Neves (PSDB) com os dados equivocados. A informação infudada seria a liderança de Aécio em Minas Gerais, com 14 pontos de vantagem sobre Dilma Rousseff (PT). A pesquisa o mostrava com 57%, ante 43% da petista. A pesquisa nacional para presidente contou com 5.161 entrevistas, sob o registro BR-01067/2014 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Apesar do total de entrevistados em Minas serem o suficiente para compor o quadro nacional, era insuficiente para retratar a realidade local, pois foram ouvidos somente 561 eleitores na região. Mesmo assim, a campanha usufruiu dos dados, mesmo sendo pontuado pelo próprio Instituto que não necessariamente o índice representava a intenção de votos de Minas Gerais. De acordo com registro no TSE, o Instituto seria tanto o contratado como o contratante da pesquisa.

fonte: Bahia Notícias

Mais Notícias