Fragmento de bala foi retirado da cabeça de Marielle, diz laudo

O laudo do Instituto Médico-Legal (IML) sobre o exame no corpo da vereadora Marielle Franco, feito no dia 15 de março, um dia após o crime, mostram que ela morreu com quatro tiros agrupados na cabeça. Os peritos encontraram e retiraram um fragmento de bala da cabeça da vítima. Agora, esse fragmento será comparado com outros vários fragmentos de balas retirados do carro da vereadora, encontrados após a perícia complementar. A informação é da GloboNews.

Além disso, os peritos constataram que os quatro tiros atingiram o lado direito da cabeça de Marielle, no trecho da face entre a parte de cima da sobrancelha e a parte de baixo da orelha. Ou seja, os ferimentos foram agrupados. Isso pode ajudar a determinar a distância dos criminosos e como os disparos foram feitos.

O carro onde foram mortos a vereadora e o motorista Anderson Gomes foi transferido na terça-feira (24) da Divisão de Homicídios para uma perícia complementar no Instituto de Criminalística Carlos Éboli. Um mês e 11 dias depois do crime, a polícia ainda não sabe quem são os assassinos.

Marielle e Anderson foram mortos a tiros dentro de um carro na Rua Joaquim Palhares, no bairro do Estácio, na região central do Rio, por volta das 21h30 do dia 14 de março. De acordo com a polícia, criminosos em um carro emparelharam ao lado do veículo onde estava a vereadora e dispararam.

Marielle foi atingida com pelo menos quatro tiros na cabeça. Anderson foi atingido nas costas por três balas. A perícia encontrou nove cápsulas de tiros no local. Os criminosos fugiram sem levar nada. A perícia constatou que os tiros entraram pela parte traseira do carro.

Comentários

Mais notícias

Mais Notícias