Homem é assassinado na Juracy Magalhães

Um homem foi assassinado na manhã desta terça-feira (15/10), na Avenida Juracy Magalhães, próximo ao Supermercado Meira, em Itabuna. Jose Urbano Oliveira Simões, 42 anos, trabalhava como mototaxista. Testemunhas disseram que ele foi atingido durante uma tentativa de assalto.

De acordo com a polícia, as características do crime são de execução, já que a moto da vítima não foi levada. José Urbano foi morto com três tiros que atingiram o abdômen e o coração.

No momento do crime, uma mulher de 52 anos que estava em um ponto de ônibus da localidade foi atingida de raspão na mão. Ela foi socorrida e encaminhada ao Hospital, onde recebeu quatro pontos no ferimento.

homicidio-juracy-magalhaes-itabuna-mototaxi-tercafeira

homicidio-juracy-magalhaes-itabuna-mototaxi-tercafeira2

 

 

 

Comentários

Mais notícias

Homem é assassinado na “sombrinha”

10682522_743100562424626_470893666_oItabuna- Na madrugada desta terça-feira (21/10), Alex Jesus de Oliveira, 35 anos, foi assassinado a tiros. O crime aconteceu em um local conhecido como “sombrinha”, no Centro Comercial. De acordo com testemunhas, Alex estava sentado com vigilantes do local, quando homens chegaram em um carro modelo Celta, de cor preta, e deflagraram vários disparos contra a vítima.

Alex, que era descarregador de cargas, morreu na hora. Não há informações sobre motivação do crime. Segundo familiares e amigos, a vítima não tinha nenhum envolvimento com o mundo do crime. A polícia investiga o caso.

Polícia Federal fará greve de 72 horas a partir desta quarta

1413510136

A Polícia Federal de todo o País fará uma greve de 72 horas, com paralisação das atividades, entre os dias 22 e 24, informa a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), em nota distribuída à imprensa. Para iniciar a greve, os policiais farão um ato de protesto na noite desta terça-feira (21).

A principal reclamação da PF é que o governo federal não cumpriu o acordo assinado no final da greve de 2012, que incluiu a modernização da carreira na PF e o reconhecimento das atividades realizadas por todos servidores, ainda regidos por leis da época da ditadura.

“O estopim da greve é a recente Medida Provisória 657, que atropelou o longo período de negociações entre a Fenapef e o governo, ignorou as dezenas de propostas de modernização e beneficiou somente o cargo de delegado, criando uma espécie de concurso para chefe no serviço público federal”, diz a nota. De acordo com o presidente da Fenapef, Jones Borges Leal, afirma na nota, a MP 657, em vez de reconhecer os avanços da PF nos últimos anos, volta no tempo para criar um cargo político dentro da polícia, tornando o órgão mais dividido e burocrático.

Entretanto, a greve foi criticada pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) e a Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (Fenadepol) que classificaram a greve como injustificável e acusaram-na como eleitoreira. “A consolidação da Polícia Federal como órgão de Estado requer um comportamento profissional condizente com o interesse público, não se confundindo as preferências eleitorais de pequenos grupos como a instituição da qual fazem parte. Afinal, isso seria negar a natureza republicana conquistada ao longo de vários governos pela Polícia Federal”, dizem as associações em nota.

 

 

Menor é baleado no bairro Bananeira

 

10580538_742895735778442_1023664396_nItabuna – Na tarde desta segunda-feira (20/10), um menor de 16 anos, sofreu uma tentativa de homicídio. O crime aconteceu no bairro Bananeira. De acordo com testemunhas, o menor foi pegar uma pipa embaixo do viaduto que liga Itabuna a Buerarema, na BR-101, quando um homem chegou deflagrou vários disparos contra o adolescente. O jovem foi atingido no ombro. Ele foi socorrido pelo SAMU e encaminhado ao Hospital de Base. O menor já tem passagem pela polícia.

Mais Notícias