Homem morto no Novo Lomanto teria sido vítima de latrocínio

morto3

Itabuna – A polícia investiga se a morte de Alexsandro de Souza, de 47 anos, encontrado na última segunda-feira (02/12), no bairro Novo Lomanto, trata-se de latrocínio (roubo seguido de morte).

Novas informações sobre o caso foram divulgadas nesta quarta-feira (05/12). Populares informaram ao Radar que a vítima era sócia do antigo clube social da Mangabinha. O fato novo é que ele teria recebido dinheiro pela venda do clube, além de receber um valor ainda não informado, referente ao pagamento de uma dívida.

Ainda de acordo com populares, Alexandro teria comentado com várias pessoas sobre o dinheiro e na manhã de quarta-feira (04/12) uma mulher e dois homens invadiram a casa da vítima.

A polícia está investigando o caso.

Links relacionados

Comentários

Mais notícias

Batida de carros deixa um morto e dois feridos na BR-367

thumbnail

Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas na batida entre dois carros, por volta das 21h de domingo (19), no km 64 da BR-367, em Porto Seguro. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, as informações iniciais apontam que o motorista Gilmar Alves de Lira, 41 anos, fez uma ultrapassagem em local proibido com um Gol e bateu de frente com um veículo modelo Prisma que vinha em sentido contrário. No choque muito forte, Gilmar morreu na hora.

Thaiana Vidal de Souza, 19 anos, que estava de carona no Gol com Gilmar, sofreu apenas escoriações, mas continua em observação no Hospital Regional de Eunápolis. No Prisma viajava o motorista Isac Cerqueira Fonseca, 33 anos, que teve lesões na face, tórax e cabeça e está hospitalizado no Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, em estado grave. As vítimas ficaram presas nas ferragens. O resgate foi feito pelo Samu e PRF.

De acordo com um policial rodoviário, amigos de Gilmar falaram que ele seguia em direção a Porto Seguro depois de ter ingerido muita bebida alcóolica, mas ainda segundo o policial só a perícia pode confirmar se o motorista estava bêbado. Os dois carros envolvidos na colisão têm placas de Eunápolis.

Fonte: Radar 64

Polícia identifica suspeito que ateou fogo em empresário em Feira de Santana

 

RTEmagicC_df77ef888a.jpgA Polícia Civil de Feira de Santana já tem a identificação de um suspeito de ter ateado fogo no empresário Manoel Carlos Santana, 61 anos, no último sábado em Feira de Santana, no Centro-Norte da Bahia.

A delegada Ana Cristina Carvalho, titular da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana, preferiu não divulgar detalhes sobre o suspeito até que ele seja preso. “Estamos trabalhando com informações passadas por familiares”, informou ela. Ao ser socorrido, Manoel disse para sua esposa quem havia lhe atacado. Ainda segundo a delegada, vítima e agressor “estavam envolvidos em questões patrimoniais”.

Segundo ela, está descartada a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte), levantada após o crime, que aconteceu na tarde de sábado, quando Manoel estava no Restaurante Galinha Gorda, estabelecimento de sua propriedade, na Avenida João Durval. Um homem entrou no local e amarrou o empresário.

Depois, o criminoso ateou fogo à vítima. Mesmo amarrado, Manoel conseguiu fugir e pedir por socorro. Moradores e comerciante da região ficaram desesperados ao ver Manoel em chamas e tentaram apagar o fogo com água e extintores de incêndio. A vítima foi socorrida para o Hospital Geral Cleriston Andrade, em estado grave, mas não resistiu aos ferimento e morreu no domingo à tarde.

O corpo de Manoel foi liberado do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana no início da tarde de ontem. De acordo com funcionários do DPT,  o enterro será em São Paulo, onde a vítima tinha parentes. Até às 17h30 de ontem a polícia ainda procurava pelo suspeito. Segundo populares, ele não agiu sozinho —  pelo menos outras duas pessoas participaram do crime. (fonte: Jornal Correio)

 

Confira o vídeo:

Homem é assassinado na “sombrinha”

10682522_743100562424626_470893666_oItabuna- Na madrugada desta terça-feira (21/10), Alex Jesus de Oliveira, 35 anos, foi assassinado a tiros. O crime aconteceu em um local conhecido como “sombrinha”, no Centro Comercial. De acordo com testemunhas, Alex estava sentado com vigilantes do local, quando homens chegaram em um carro modelo Celta, de cor preta, e deflagraram vários disparos contra a vítima.

Alex, que era descarregador de cargas, morreu na hora. Não há informações sobre motivação do crime. Segundo familiares e amigos, a vítima não tinha nenhum envolvimento com o mundo do crime. A polícia investiga o caso.

Mais Notícias