Homem morto no Novo Lomanto teria sido vítima de latrocínio

morto3

Itabuna – A polícia investiga se a morte de Alexsandro de Souza, de 47 anos, encontrado na última segunda-feira (02/12), no bairro Novo Lomanto, trata-se de latrocínio (roubo seguido de morte).

Novas informações sobre o caso foram divulgadas nesta quarta-feira (05/12). Populares informaram ao Radar que a vítima era sócia do antigo clube social da Mangabinha. O fato novo é que ele teria recebido dinheiro pela venda do clube, além de receber um valor ainda não informado, referente ao pagamento de uma dívida.

Ainda de acordo com populares, Alexandro teria comentado com várias pessoas sobre o dinheiro e na manhã de quarta-feira (04/12) uma mulher e dois homens invadiram a casa da vítima.

A polícia está investigando o caso.

Links relacionados

Comentários

Mais notícias

Adolescente de 15 anos é assassinado no Santa Inês

10878748_772163042851711_691496709_o

Itabuna – Na noite deste sábado (20/12), Rafael Jesus Santos, 15 anos, foi assassinado no bairro Santa Inês. De acordo com populares, dois homens chegaram em uma moto, um deles deflagrou vários disparos contra a vítima. A motivação do crime ainda é desconhecida.

Jovem é assassinado na Favela do Bode

10878433_771371856264163_1792621765_o

Itabuna – No início da tarde desta sexta- feira (19/12), Leonardo Santos Cruz, 20 anos, foi assassinado com vários tiros na cabeça. O crime aconteceu em uma escadaria que liga o Centro Comercial  ao Jardim Grapiúna, conhecido como Favela do Bode. De acordo com populares, dois homens chegaram em uma moto, um deles desceu e deflagrou vários disparos contra a vítima. Na mão da vítima havia pedras de crack e uma nota de R$ 10,00. O jovem tinha saído do presídio há um mês.

Una: Traficante morre em confronto com a polícia

10872299_770877986313550_1599537993_n

Una – Na madrugada desta quinta-feira (18/12), Rael da Silva Duarte, 20 anos, que se intitulava “dono do Sucupira” morreu em confronto com policiais da CIPE-Cacaueira. Rael estava em posse de um revolver calibre 32 e drogas pronta para a venda. Ao perceber a presença CAERC, Rael passou a disparar contra os policiais militares, que revidaram. Ele foi socorrido com vida ao Hospital Municipal Frei Silvério, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Informações: Una na Mídia

 

Mais Notícias