Motoristas do Uber programam paralisação na próxima quarta-feira (8)

Os motoristas brasileiros de aplicativo irão apoiar a paralisação global nesta quarta-feira (8) no dia em que a Uber deve estrear na bolsa de valores. Denominado “Uber Off ” (Uber desligado), é orientado por associações de motoristas internacionais.

 

Na versão local, a motivação dos protestos são baixas tarifas cobradas pela empresa que, somada ao aumento dos preços do combustível, vem corroendo seus gastos e alongando as jornadas de trabalho, segundo a Folha de São Paulo.

 

“A Uber passa um valor de tarifa para o motorista muito baixo e a empresa só cresce, ficando bilionária, ganhando valores exorbitantes”, diz Eduardo Lima de Souza, presidente da Amasp ( Associação dos Motoristas de Aplicativos de São Paulo).

 

Reclama que o último reajuste da Uber foi há três anos. Segundo ele, o problema também acontece nas outras plataformas do mercado, 99 e Cabify, e quem trabalha com elas também deve desligar os aplicativos.

 

Está programado um protesto às 8h no Vale do Anhamgabaú, em São Paulo. De lá, motoristas devem seguir a pé até o prédio da B3, bolsa de valores de São Paulo.

 

Em seu lançamento de ações, a Uber espera atingir US$ 91 bilhões em valor de mercado e arrecadando até US$ 9 bilhões. A Uber disse que não iria comentar. Cabify e 99 ainda não comentaram.

Comentários

Mais notícias

Mais Notícias