Ônibus e 2 carretas pegam fogo em Posto de gasolina e motorista morre carbonizado

incendio3
Foto: Portal Poções.

Vitória da Conquista – José Milton dos Santos morreu carbonizado na manhã desta quinta-feira (19/12). Um ônibus e duas carretas ficaram destruídos durante o incêndio. José estava em duas carretas.

O incêndio aconteceu no pátio do Posto São Jorge, na BR-11 após uma colisão. De acordo com a ViaBahia, o fogo foi controlado pelos brigadistas da companhia.

O motorista da outra carreta, Vantuil Firmino de Oliveira, 39 anos, e a passageira Darci Andreazzi, 54 anos, sofreram ferimentos leves e foram socorridos por uma ambulância da Via Bahia para o Hospital de Base.

A Polícia Rodoviária Federal registrou a ocorrência e o corpo da vítima foi levado ao Instituto Médico Legal.

Comentários

Mais notícias

Programa reforça enfrentamento ao crack na Bahia

Lançamento do prorama "Crack, é possível vencer"Foto: Carol Garcia/GOVBAA partir desta quarta-feira (1), as ações de prevenção e enfrentamento ao uso do crack na Bahia ganham um reforço por meio das ações do programa ‘Crack, é Possível Vencer’. A iniciativa do governo federal, implantada via Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP) e lançada pela manhã, no Porto da Barra, em Salvador, consiste na operação integrada entre policiais civis e militares, além da Guarda Municipal e outros órgãos estaduais e municipais de saúde e assistência social.

Lançamento do prorama "Crack, é possível vencer" Foto: Carol Garcia/GOVBA

Para auxiliar o trabalho dos profissionais, a infraestrutura utilizada conta com unidades móveis, câmeras de videomonitoramento e viaturas, num investimento total de R$ 4,5 milhões. O evento de lançamento teve a presença do secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, e do comandante geral da Polícia Militar, Coronel Alfredo Castro.

Lançamento do prorama "Crack, é possível vencer" Foto: Carol Garcia/GOVBA

A duas primeiras áreas a receber as ações na capital baiana são o bairro da Barra e o Centro Histórico, onde os ônibus já podem ser vistos no Porto da Barra e no Terreiro de Jesus, respectivamente. A unidade do Centro Histórico compreende também a região das Sete Portas.

Lançamento do prorama "Crack, é possível vencer" Foto: Carol Garcia/GOVBA

As equipes do programa atuarão ainda nas cidades de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), Itabuna, no sul do estado, Feira de Santana, a 108 quilômetros da capital, Juazeiro, no norte, e Vitória da Conquista, no sudoeste. Além das sete câmeras, quatro viaturas, 50 pistolas elétricas e 150 sprays de pimenta, cada unidade tem o reforço de trinta policiais militares, quatro civis e cinco guardas municipais.

Segundo o secretário Maurício Barbosa, a estratégia permite integrar o trabalho da polícia ao tratamento para os usuários, por meio do encaminhamento para atendimento na rede de Centros de Atendimento Psicossocial (Caps) e outros serviços. “É uma inovação no que se refere ao tratamento e ao cuidado que estão hoje dependentes do crack, em especial, mas também de outras drogas, e o que antes era um trabalho apenas de repressão policial agora se integra entre o policiamento ostensivo, o acolhimento e o encaminhamento à área de saúde”.

Polícia investiga vídeo de garota torturando rival após suposta traição

Garota apaga cigarro no rosto de 'rival' por causa de namorado (Foto: Reprodução)
Garota apaga cigarro no rosto de ‘rival’ por causa de namorado (Foto: Reprodução)

Um vídeo que mostra uma jovem sendo espancada e torturada está sendo investigado pela polícia em Praia Grande, no litoral de São Paulo. De acordo com a polícia, o vídeo foi gravado após a agressora suspeitar que o namorado estava saindo com a rival. Nas imagens, a agressora chega a apagar um cigarro no rosto da vítima, além de obrigar a garota a confessar a traição enquanto é espancada com socos e tapas no rosto. A Polícia Civil já investiga o caso e analisa o vídeo, que foi cedido ao Portal G1.

No vídeo, que tem pouco mais de um minuto de duração, a vítima aparece com o rosto bastante machucado e, após ter o cigarro pressionado contra a sua face, ainda é forçada a repetir palavras de baixo calão e “prometer” que não se relacionaria mais com o namorado da agressora, a quem ela chama de “Bolinho”.

Equipes do 1º Distrito Policial (DP) de Praia Grande já estão investigando o caso, sobre o qual tiveram conhecimento por meio do vídeo, que tem circulado amplamente pelas redes sociais. No entanto, o episódio ainda não foi registrado pela vítima, que ainda não teve a sua identidade confirmada e não foi encontrada pela polícia.

De acordo com a polícia, a agressora foi localizada e já foi chamada para prestar depoimento na delegacia. Porém, até o momento, a jovem não se apresentou para dar esclarecimentos sobre a briga e, consequentemente, sobre as suas agressões e a divulgação do vídeo. As imagens são fortes. Com informações do G1

Familiares e amigos de Lucas elogiam ação da policia

lucas

Após a prisão em São Paulo de Felipe Victor Barros, acusado de matar o personal trainer Lucas Dias, de 25 anos, há pouco mais de uma semana, o sentimento da sociedade foi de alívio. Amigos de Lucas afirmaram ao Radar Notícias que o trabalho da polícia tem sido eficiente e eficaz e esperam a mesma agilidade por parte da justiça, para que o acusado seja condenado e pague pelo crime que cometeu.

A nossa reportagem, um amigo próximo da família relatou que o delegado Marlos Macedo e sua equipe prometeram e estão dando uma resposta a sociedade. “Com a prisão do Felipe, renova a esperança e a confiança de que esse não será mais um caso esquecido ou não julgado.”, desabafou.

Agora, de acordo com familiares, o próximo passo é  acompanhar para que o processo evolua com a maior brevidade possível. “Estamos contando sempre com o apoio dos amigos, e de toda a população até o julgamento, pois, há mais do que uma busca por justiça pela morte de um jovem, mas de seu modelo de cidadão que o povo itabunense tanto necessita, ainda que oriundo de outras cidades”.

Links Relacionados:

Caso Lucas: Suspeito de matar personal trainer é preso em São Paulo 

Caso Lucas: Multidão pede justiça em manifesto

Crime passional: Ciúme teria sido o motivo do assassinato de Lucas

 

Mais Notícias