Padrasto abusa de enteado e é estuprado na prisão

00

Brasília- No fim de março um caso de um padrasto que estuprou o enteado de 1 ano e 8 meses deixou a população de Brasília indignada. O professor de jiu-jitsu Daryell Dickson Menezes Xavier espancou e estuprou o enteado no fim de março em Taguatinga.

No dia 1º de abril o estuprador se apresentou a polícia, foi ouvido e está cumprindo prisão temporária de 30 dias. A mãe da criança publicou vários desabafos no facebook, “Agora nesse momento eu abro minha boca a todos! Não amenizei minha dor, mas comecei a fazer justiça à minha própria paz, ao meu próprio coração. Cara a cara com o assassino do meu neném! Eu o repudio!”, escreveu. Ela ainda disse, “Eu entreguei minha vida e a do meu filho pra esse homem cuidar, eu acreditei no amor e na bondade dele, eu o apoiei, eu o amei, e aceitei seus defeitos sem saber que ele era algo muito pior, minha família inteira se encantou por ele, fomos acolhidos e acolhemos ele e seu filho”, relata Gabrielle Estrela no texto.

Fotos divulgadas na internet mostram o autor sendo medicado após ter sido estuprado e segundo informações ainda com pontos, ele foi abusado novamente na cadeia por presos revoltados.

Na delegacia, Daryell disse a ex-esposa que estava possuído pelo demônio quando isso aconteceu. Segundo a polícia, na cela onde estava, Daryell disse que era professor de jiu jitsu e que se caso alguém fizesse graça poderia se dar muito mal, 20 presos se juntaram para abusar do estuprador.

01

Comentários

Mais notícias

Filho viciado em maconha mata a própria mãe e enterra o corpo no mato

O desfecho de uma sequencia de crimes envolvendo mãe e filho tem chocado a todos que assistem o vídeo com entrevista do autor. O jovem identificado como Isaque Silva de Oliveira, 22 anos, confessou a imprensa local e aos policiais da cidade de Águas Lindas, localizada no Entorno do Distrito Federal, que estuprou, matou e enterrou o corpo da própria mãe, identificada como Ivanilde Silva de Oliveira, de 42 anos.

Acusado alegou como motivo do crime, uma discussão com a vítima na madrugada do dia 5 de agosto, na mesma cidade. Ivanilde de Oliveira foi morta com golpes na cabeça. O corpo foi enterrado no dia 7 de agosto em um lote baldio próximo a casa onde mãe e filho moravam. Após confessar o crime, Isaque mostrou o local exato onde enterrou o corpo da mãe. Ele está preso na Delegacia Regional de Águas Lindas. Com informações do Rio do Pires.Net

Confira o vídeo:

Mais Notícias