Padrasto abusa de enteado e é estuprado na prisão

00

Brasília- No fim de março um caso de um padrasto que estuprou o enteado de 1 ano e 8 meses deixou a população de Brasília indignada. O professor de jiu-jitsu Daryell Dickson Menezes Xavier espancou e estuprou o enteado no fim de março em Taguatinga.

No dia 1º de abril o estuprador se apresentou a polícia, foi ouvido e está cumprindo prisão temporária de 30 dias. A mãe da criança publicou vários desabafos no facebook, “Agora nesse momento eu abro minha boca a todos! Não amenizei minha dor, mas comecei a fazer justiça à minha própria paz, ao meu próprio coração. Cara a cara com o assassino do meu neném! Eu o repudio!”, escreveu. Ela ainda disse, “Eu entreguei minha vida e a do meu filho pra esse homem cuidar, eu acreditei no amor e na bondade dele, eu o apoiei, eu o amei, e aceitei seus defeitos sem saber que ele era algo muito pior, minha família inteira se encantou por ele, fomos acolhidos e acolhemos ele e seu filho”, relata Gabrielle Estrela no texto.

Fotos divulgadas na internet mostram o autor sendo medicado após ter sido estuprado e segundo informações ainda com pontos, ele foi abusado novamente na cadeia por presos revoltados.

Na delegacia, Daryell disse a ex-esposa que estava possuído pelo demônio quando isso aconteceu. Segundo a polícia, na cela onde estava, Daryell disse que era professor de jiu jitsu e que se caso alguém fizesse graça poderia se dar muito mal, 20 presos se juntaram para abusar do estuprador.

01

Comentários

Mais notícias

Rede Globo erra e divulga pesquisa com dois pontos a mais para Dilma Rousseff

 

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.JuimlWvc1X (1)

A Rede Globo divulgou erroneamente a pesquisa de intenção de votos para presidente da República no Jornal da Globo da madrugada desta terça-feira (21). No levantamento do Datafolha, encomendado pela emissora e pelo jornal Folha de S.Paulo, o total dos votos válidos de Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) na região Sudeste soma 102% (a porcentagem correta deveria ser 100%). A rede se equivocou e deu dois pontos percentuais a mais para a candidata petista. No telejornal, o jornalista Heraldo Pereira exibiu em um telão as intenções de voto de cada candidato por região. No Sudeste, Dilma Rousseff apareceu com 46%, contra 56% de Aécio Neves, totalizando 102%. A soma, entretanto, não pode ultrapassar 100%. A pesquisa real mostra a petista com 44%. A porcentagem do candidato tucano está correta. O erro na soma da pesquisa passou despercebido por Heraldo Pereira e pelos apresentadores do Jornal da Globo, Christiane Pelajo e William Waack. Nas outras regiões, as porcentagens foram divulgadas corretamente. A pesquisa foi realizada pelo instituto Datafolha, que ouviu 4.389 eleitores na última segunda-feira (20). Confira abaixo o print com o erro:

450x252xglobo_eleicao,281,29.jpg.pagespeed.ic.aAyehyowcu

 

Fonte: Bahia Notícias

Homem finge estar em coma por dois anos para não pagar por crime

RTEmagicC_ad_149457419.jpg

Um homem de 47 anos, morador de Swansea no Reino Unido, fingiu estar em coma por dois anos para não pagar por um crime. Ele foi desmascarado após ser visto pelos médicos comendo, enxugando o rosto e até mesmo escrevendo. Ele também foi pego pelas câmeras de segurança empurrando um carrinho de compras em torno de uma loja.

RTEmagicC_ad_149457102.jpg

Casado e pai de três filhos, ele contou com a ajuda da mulher Helen, onde aparece em uma foto sendo cuidado pela esposa enquanto estava “em coma”. O falso paciente admitiu também estar em envolvido em 19 acusações de roubo e falsificação. Ele enfrentará um julgamento podendo ser preso no próximo mês. (Fonte: iBahia)

RTEmagicC_ad_149457607.jpg

Nomes de Wi-Fi estão sendo usados para ofender ou dar indiretas a vizinhos

reinicie-o-roteador-se-voce-tentou-conectar-seu-iphone-e-tambem-um-outro-dispositivo-ao-wi-fi-e-nao-deu-certo-reiniciar-o-roteador-pode-ajudar-a-recuperar-a-conexao-de-internet-1367954920698_615x300

É inegável que as tecnologias reduziram o contato entre pessoas. Em bairros, já não é tão comum que os vizinhos conversem uns com os outros, sobretudo em áreas urbanas. No entanto, alguns moradores têm usado um artifício pouco comum para mandar aquele papo reto para seus vizinhos: dando indiretas ou ofendendo mesmo (em alguns casos) pelo nome da rede Wi-Fi.

Usar nomes criativos em redes sem fio não é uma novidade. Agora, reclamar de problemas pelo nome do Wi-Fi eleva a trollagem a um novo patamar.

O tabloide britânico “Daily Mail” reuniu algumas capturas de tela (todas em inglês) com nomes de redes Wi-Fi que mostram o (baixo) nível que algumas pessoas chegaram para ofender o vizinho:

+ Eu ouço vocês fazendo sexo

Na imagem abaixo, há duas redes “ofensivas”: We_hear_you_having_sex apt_12 (nós ouvimos vocês transando do apartamento 12) e We can be adults about this (nós podemos agir como adultos sobre isso).

wifivizinho1

+ Ativismo carnívoro e vegetariano

Na imagem abaixo, há duas redes “ofensivas”: Meat is delicious!!! (carne é uma delícia!!!) e Meat is murder (carne é assassinato).

wifivizinho2

+ Afe, nem sabe escrever

Na imagem abaixo, há duas redes “ofensivas”: you’re music is annoying (era para ser “sua música é irritante”, mas há um problema gramatical em inglês) e your grammar is more annoying (sua gramática é mais irritante).

wifivizinho4

+ Não mexa no meu jornal

Na imagem abaixo, há duas redes “ofensivas”: Quit stealing my paper (pare de roubar meu jornal) e FYI, I Dont Read It I just Throw It AWay (Para sua informação, eu não leio, eu só jogo fora).

wifivizinho3Fonte: UOL

 

Mais Notícias