Pesquisas e realidade

Por Agenor Gasparettoagenor

Na primeira eleição de Wagner, há oito anos, o IBOPE dava vitória de Paulo Souto no Sábado à noite, véspera do dia da eleição. No dia seguinte, vitória de Jacques Wagner ainda no Primeiro Turno.

Neste último domingo, na véspera, Paulo Souto estava empatado com Rui Costa, em 43%. Deu Rui com 54% contra 37% de Paulo Souto, nova vitória no Primeiro Turno. Em comum nas duas eleições, alto percentual de indecisos até a véspera da eleição. Em ambas as disputas, esses migraram em massa para a candidatura petista.

Em ambos os processos, erro grave do Ibope. Contudo, a julgar pelos erros observados pelo país, cada vez mais, as pesquisas dão menos medo. Para a democracia, isso é bom, porque obriga o eleitor a pensar e não tomar o resultado que vê na tela como verdade. Sabe que não passa de uma aproximação, e em muitos casos, para além do erro amostral.

Dentre os erros da pesquisa nesta eleição, destacam-se: subestimação de Aécio no país, subestimação de Padilha em São Paulo, na Bahia, o percentual de Lídice, em terceiro, ficou dentro da margem de erro, Ivo Sartori surpreendeu no Rio Grande do Sul, Crivela, no Rio de Janeiro, Flávio Dino surpreendeu no Maranhão entre outros. Quem se der o trabalho verá que realidade e pesquisas não raro, aqui e acolá, andam um pouco desconectadas.

Pesquisas mostraram com clareza o que são, aproximações da realidade, com margem de erro, com muita freqüência atropelado pelos fatos. Mas, como se disse, o fato de errarem não é ruim para a democracia. Antes pelo contrário. Todavia, pode ser ruim para emissoras que utilizam boa parte dos noticiosos mostrando gráficos e mais gráficos de um e de outro instituto para no dia seguinte se revelarem falhos. E pode não ser bom para os institutos, que descobrem que captar a realidade não é tão simples quanto parece na teoria.

O Segundo Turno, com apenas dois candidatos, tornará o trabalho da pesquisa bem mais simples. E será uma chance para os institutos se redimirem.

Comentários

Mais notícias

Azevedo, persona non grata?

Por Eric Souza No plano regional, a imagem que está correndo a Internet, as redes sociais e os maiores sites de notícias da região é a do prefeito da capital baiana, ACM Neto, de costas para o ex-prefeito de Itabuna … Continua

Não precisamos de uma marionete!

Por Antonio Nunes de Souza* Em nenhuma hipótese minha intenção é de desmoralizar denegrindo a candidata Marina, pois, sabemos todos, que ela tem boas intenções, deixa transparecer uma imagem de pureza, muitas vezes até de inocência, achando que, governar e … Continua

A morte de Eduardo Campos e a nossa vida

Desta vez, não se escreverá sobre o trágico acidente de avião que no dia 13/08/2014 vitimou o candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, e mais seis outras pessoas, fazendo um enfoque político desta ocorrência. Absolutamente, não. A este respeito … Continua

Mais Notícias