Prefeito quer regulamentar a destinação final do óleo de cozinha

Dando continuidade as ações de sustentabilidade econômica e meio ambiente que estão sendo implantadas no município, o prefeito Fernando Gomes enviou para análise da Câmara de Vereadores, sob o regime de urgência, um projeto de lei que dispõe sobre a instituição do Programa Municipal de Coleta, Reciclagem de Óleos e Gorduras de uso culinário de origem vegetal e animal. O objetivo do prefeito é regulamentar a destinação final e correta de óleo de cozinha utilizado principalmente nos estabelecimentos comerciais da cidade, além de estimular a geração de emprego e renda com a reciclagem do produto.

“O óleo vegetal, quando descartado de forma inadequada, na rede de esgoto ou no lixo doméstico, pode causar graves problemas à saúde humana, além de contaminar o meio ambiente”, destacou o prefeito Fernando Gomes. E completa ressaltando que o óleo vegetal é um dos grandes poluidores do nosso Rio Cachoeira, porque ele não se dissolve e nem se mistura a água. “Para se ter uma ideia, um litro de óleo contamina até 25 mil litros de água”.

Argumentando que o potencial poluidor do óleo exige uma destinação final adequada, Fernando Gomes salienta a importância de diminuir os impactos negativos causados no meio ambiente por conta de uma atitude que pode ser evitada. “A responsabilidade neste processo deve ser compartilhada entre o poder público, as empresas que produzem ou comercializam e também consumidores”, complementou.

O envolvimento dos processos de reciclagem e reaproveitamento dos produtos é o que devem ser priorizados com a aprovação da lei. “Além disso, já temos uma empresa na cidade fazendo a coleta de óleo dos locais previamente agendados”, informou.

Comentários

Mais notícias

Mais Notícias