Software de trade marketing aumenta a lucratividade da maior distribuidora da Johnson & Johnson

A falta de comunicação pode ser um dos principais obstáculos em uma estratégia de trade marketing. Era o que acontecia com a maior distribuidora da Johnson&Johnson em Santa Catarina, a Diprosul, que, sem um suporte tecnológico para dar conta dessa demanda, sofria com a falta de informações para gerenciar com eficiência os PDVs atendidos e, consequentemente, não tinha como reportar dados para a indústria.

O ponto crítico era que os promotores de vendas trabalhavam com planilhas manuais e não transmitiam as informações corretas para o pessoal do backoffice.

Além disso, os produtos eram expostos sem padronização. Não é difícil imaginar que a gestão de pessoas era ineficiente e a distribuidora não conseguia atender às exigências da indústria.

A solução veio com a ajuda de um software de trade marketing. Além da coleta de dados no PDV, a ferramenta possibilitou uma eficiente gestão da equipe em campo, que culminou no aumento da lucratividade da distribuidora. O relato a seguir revela como a tecnologia impactou positivamente os resultados na empresa.

Software de trade marketing eleva a qualidade da gestão

O Controller da Diprosul, Ivo Ramos, relata que foram avaliados os processos da empresa assim que iniciou os trabalhos na distribuidora e foram identificadas várias falhas. “Quando eu soube da ferramenta de trade marketing, avaliei e constatei que era uma ferramenta possível de ser implementada, além de importante para a promoção da empresa”, revela.

O Controller e a equipe constataram que, sem o monitoramento em tempo real das informações em campo, não seria possível estabelecer padrões para aumentar os resultados e, para isso, a adoção de um software de trade marketing foi fundamental.

O software de trade marketing tornou possível para a Disprosul comprovar para a indústria, em uma situação específica, que o trabalho em uma loja foi feito com as informações de check-in e check-out da promotora. “Houve um questionamento de um trabalho realizado no PDV e nossos clientes argumentaram que a visita não havia sido feita na loja. Mostramos as fotos que comprovaram que a funcionária esteve no PDV e realizou o serviço naquele dia, e tudo foi reforçado com os dados de check-in e check-out da ferramenta. Exemplos como esse elevam a credibilidade do nosso trabalho e favorecem nossa imagem junto ao cliente”, analisa o Diretor Comercial, Leandro Rodrigues.

Mais eficiência

O Diretor ainda enfatiza que o software de trade marketing possibilitou mais eficiência na operação de campo. “Antes da chegada do sistema de trade marketing não tínhamos tanto conhecimento com relação à importância dos processos envolvendo a execução. O vendedor mexia no roteiro do promotor, gerente de loja ligava para o promotor receber mercadoria, porque isso só poderia ser feito com a presença do promotor. Com a ferramenta, concentramos toda a gestão no backoffice e garantimos uma execução em campo mais eficiente, seguindo os direcionamentos do software. Outra vantagem é que, hoje, a coleta de dados no PDV é feita de forma mais efetiva”, esclarece o diretor.

Já o Controller da empresa evidencia que as indústrias estão cada vez mais exigentes quanto aos dados coletados no PDV. “A indústria exige dados como gestão de estoque, preço de venda do concorrente, fotos das ações no PDV, e esses dados são coletados mais facilmente com a ajuda da tecnologia”, avalia.

Ainda de acordo com Ivo Ramos, a ferramenta ajudou a Disprosul a melhorar a produtividade da equipe externa e elevar a qualidade dos seus processos, o que culminou no aumento do faturamento e da lucratividade da empresa.

 

 

Comentários

Mais notícias

Mais Notícias