Temer diz que vai sancionar a legalização dos jogos de azar

Os jogos de azar já a alguns anos têm sido proibidos no Brasil. Isso faz com que vários brasileiros que apreciem esse tipo de apostas tenham que viajar longas distâncias para se divertir em cassinos em Las Vegas ou na Europa, por exemplo, onde os cassinos são legalizados e rendem bastante dinheiro para a economia do país.

Recentemente têm se pensado muito na legalização desses jogos no Brasil justamente para o crescimento da economia, impulsionamento do turismo, do ramo hoteleiro e muito mais. Afinal a quantidade de apostadores que jogam,roleta online, jogo 21, poker, caça níquel e muitos outros jogos comuns em cassinos é enorme e, com a legalização, essas pessoas poderão apostar legalmente rendendo dinheiro também para os cofres nacionais.

Mas, o atual presidente da República, Michel Temer, já indicou qual a sua posição frente a essa hipótese de legalização. Ele afirmou que vai sancionar essa lei caso ela chegue até o Congresso Nacional.

Um estudo feito pelo Instituto Brasileiro Jogo Leal juntamente com o Boletim de Notícias Lotéricas concluiu que a proibição dos jogos de cassino não é de fato efetiva já que mesmo sendo proibido existe milhares de atividades envolvendo esses jogos. Essa atividade ilegal movimenta, por ano, mais de 20 bilhões de reais em jogos clandestinos, cerca de 12 bilhões com o famoso e adorado jogo do bicho, 1,3 bilhões nos bingos, cerca de 3,6 bilhões nos slots, também conhecidos como caça níqueis e nas apostas esportivas feitas online cerca de 3bilhões de reais. Isso tudo na ilegalidade!

Estimativas feitas ainda pelo Instituto Brasileiro Jogo Leal demonstram que mais de 20 milhões de pessoas apostam diariamente no adorado jogo do bicho e outros 10 milhões jogam em plataformas online hospedadas, claro, fora do país. Ou seja seriam, segundo uma estimativa, 59 bilhões de reais caso os jogos fossem, de fato, legalizados.

As desvantagens

Como tudo na vida existem também as pessoas que se opõe à legalização justamente por acreditarem que a legalização facilitaria a lavagem de dinheiro através dos cassinos e também existe a bancada que acredita que seria um incentivo ao vício que aumentaria exponencialmente dentro da população brasileira. Por isso o Ministério Público se opõe a essa ideia justamente pela possibilidade do aumento da corrupção e a igreja também é uma forte oponente à legalização.

Fato é que, apesar do assunto estar em pauta com defensores e também opositores com ideias plausíveis esse tema está longe de ser resolvido. O presidente Temer diz que vai sancionar, por isso temos uma boa previsão sobre o que vai acontecer mesmo ainda sendo bastante incerto o futuro dos jogos de azar. Serão eles legalizados ou o Brasil vai continuar acreditando que o “proibir” é a melhor solução?

Comentários

Mais notícias

Mais Notícias